- Matercic Materiais de Construção

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Saiba mais
Tipos de Cimento
Você sabia que existem 11 tipos de cimento?
Pois é, sendo assim nós estamos aqui para apresentar todos eles para vocês, segundo informações obtidas no site HomeTeka:

1. CP I – Cimento Portland comum
É o tipo mais básico disponível no mercado. Possui somente o gesso como aditivo, que funciona como retardador da pega, e isso possibilita um maior tempo de aplicação.
É utilizado em construções em geral, onde não são exigidas propriedades especiais do cimento.
Possui alto custo e menor resistência, além de toda sua produção ser direcionada à indústria.

2. CP I-S – Cimento Portland comum com adição
Tem a mesma composição que o CP I, porém com uma pequena adição de material pozolânico. Isso garante menor permeabilidade ao material.

3. CP II-E – Cimento Portland com adição de escória de alto-forno
Os cimentos CP II são chamados de compostos porque recebem a adição de outro material. Isso confere a esse cimento um menor calor de hidratação, ou seja, faz com que ele libere menos calor quando em contato com a água.
O CP II-E é uma composição intermediária entre o Cimento Portland comum e o Cimento Portland com adições. Contém adição de escória granulada de alto-forno e é recomendado para estruturas que exijam um desprendimento de calor moderadamente lento.

4. CP II-Z – Cimento Portland com adição de material pozolânico
O CP II-Z é fabricado com adição de pozolana, o que confere ao cimento menor permeabilidade. Por isso, esse tipo de material é ideal para obras subterrâneas e locais que estejam em contato com água.

5. CP II-F – Cimento Portland com adição de material carbonático – fíler
Possui adição de 6% a 10% de material carbonático em sua composição. É utilizado em aplicações gerais como concreto simples, armado, protendido, elementos pré-moldados, pisos e pavimentos de concreto etc.
Sua aplicação não é muito indicada em meios muito agressivos.

6. CP III – Cimento Portland de alto-forno
Possui adição maior de escória, chegando a um teor de até 70% em massa. Isso garante alta impermeabilidade e durabilidade, baixo calor de hidratação, alta resistência à expansão e resistência a sulfatos.
É recomendado tanto para aplicações gerais quanto para estruturas de grande porte e agressividade, como barragens, fundações de máquinas e esgotos e afluentes industriais.

7. CP IV – Cimento Portland pozolânico
Possui entre 15% e 50% de material pozolânico em sua composição. O alto teor de pozolana confere alta impermeabilidade e maior durabilidade ao material. Assim, proporciona estabilidade em ambientes de ataque ácido, especialmente os atacados por sulfato.
Por ser pouco poroso, é especialmente indicado para obras expostas à ação de água corrente.

8. CP V – Cimento Portland de alta resistência inicial
Assim como o cimento comum, não é fabricado com adições. A diferença é o processo de dosagem e fabricação do clínquer, elemento presente em todo tipo de cimento. O clínquer utilizado aqui possui quantidades diferenciadas de calcário e argila, além de uma moagem mais fina.
Possui alta reatividade nas primeiras horas de sua aplicação e atinge resistências maiores que os cimentos convencionais. Por isso, é recomendado para fabricação de concreto.

9. RS – Cimento Portland resistente a sulfatos
Os tipos anteriores de cimento podem ser classificados como resistentes a sulfatos desde que se enquadrem em exigências específicas. Muito presente em redes de esgoto, ambientes industriais e em construções em contato com água do mar.

10. BC – Cimento Portland de baixo calor de hidratação
Também diz respeito a uma categoria extra que os cimentos anteriores podem alcançar se tiverem baixo calor de hidratação. Tem a propriedade de retardar o desprendimento de calor em grandes peças, evitando o aparecimento de fissuras de origem térmica.

11. CPB – Cimento Portland branco
Sua principal característica é ser da cor branca. A coloração é atingida pela utilização de matérias-primas com baixo teor de manganês e ferro, além de caulim no lugar da argila.
Pode ser usado como cimento estrutural ou não estrutural em rejuntes de cerâmicas.
DivisorConteudo
Escolha da cor
Escolher a cor das paredes muitas vezes é uma tarefa difícil, pode não agradar a todos e as vezes não encontramos cores que nos agradem.
Nada melhor do que ver a nossa incrível paleta de cores e escolher a que mais agrada aos olhos, em nossa loja física. Aproveite para tomar aquele cafezinho...
Mas como ainda assim podem ficar dúvidas, encontramos esse artigo do site "Assim que Faz" que pode auxiliar na escolha e decoração do ambiente, ah...

Não esqueça de voltar aqui e ver o resto do nosso site, que foi feito especialmente para você!


DivisorConteudo
 
Copyright 2015. All rights reserved.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal